John Bolton na luta pelo petróleo da Venezuela – Patria Latina

http://www.patrialatina.com.br/john-bolton-na-luta-pelo-petroleo-da-venezuela/

John Bolton na luta pelo petróleo da Venezuela – Patria Latina

John Bolton, conselheiro do presidente Trump em questões de segurançça nacional, reconheceu que os Estados Unidos desejavam conseguir uma entrada na reserva de petróleo da Venezuela

”Venezuela – Esse país pertence a troika da tirania … Agora estamos tendo negociações com grandes companhias americanas e se essas empresas americanas investissem na indústria de petróleo da Venezuela e extraissem o petróleo lá, isso teria uma grande importância econômica para os EUA. Isso seria bom tanto para os americanos como para os venezuelanos. As apostas são altas”, – disse Bolton em relação as causas da preocupação de Washington quanto a situação da democracia na Venezuela.

Tem-se então que na Venezuela, isso tudo está sendo muito bem compreendido. O presidente Nicolas Maduro numa recente entrevista com a ”Ria Novosti” [Rússia], falou a respeito das causas e motivos da agressão dos EUA contra o seu país dizendo: ” O principal aqui para eles é conseguir pôr as mãos no petróleo venezuelano e isso porque nós temos a maior reserva de petróleo do mundo, reserva essa que é certificada … Nós temos também a quarta maior reserva de gás do mundo assim como grandes reservas de diamantes, água potável, alumínio e ferro”.

De acordo com dados da Organização dos Países Produtores de Petróleo -OPEP/OPEC, 2018, Venezuela dispõe de reservas de petróleo num volume de 302,8 bilhões de barris. Isso é praticamente ¼, ou seja, 24,9% de todo o petróleo dos países da OPEP/OPEC – sendo essas reservas maior do que qualquer outro membro dessa organização, como por ex. as da Arábia Saudita (21,9%), do Irã (12,8%), Irak (12,1%), e Kuwait (8,4%).

Na Venezuela trabalham mais de três mil companhias americanas, incluindo-se aqui as nas áreas do refinamento do petróleo, da extração do ouro, e da de diamantes. Entretanto, nas suas atividades na Venezuela essas companhias tem de se submeter as leis da Venezuela, as quais não permitem aos Estados Unidos o poder de controlar a prospecção das riquezas do subsolo nas entranhas da terra lá.

[John] Bolton inclui a Venezuela, Cuba e Nicaragua no que ele denomina como ”a troika da tirania” e isso porque ele vê esses países como ”regimes tirânicos”. Tem-se aqui então que esses três países escolheram um curso de desenvolvimento econômico orientado por idéias sociais, ou seja, um desenvolvimento ”socialista”. Além disso esses três países apoiam o desenvolvimento de uma próxima relação econômica entre si.

Até recentemente a Venezuela cobria 83% da necessidade de petróleo da Nicaragua, ganhando para isso ca de $43,9 milhões. Entretanto, os EUA estão empurrando a Venezuela para o lado por meio de sanções e tentando diminuir a importância da Venezuela como o maior fornecedor de petróleo para a Nicaragua o que traz efeitos econômicos tanto para a Venezuela como para a Nicaragua.

Bolton disse que os EUA tinham posto sanções contra a maior companhia estatal de petróleo da Venezuela, a PDVSA, e que iriam congelar os pertences do estado venezuelano num valor de $7 bilhões, o que no decorrer desse ano iria levar a um prejuizo para o país no valor de $11 bilhões na área da receita da exportação do petróleo.

Соб. корр. ФСК

NOTAS E REFERÊNCIAS
Notícias 31-01-2019, ” Джон Болтон в борьбе за нефть Венесуэлы” – ОБЗОР СОБЫТИЙ | 31.01.2019, www. fondsk.ru/news (JOHN BOLTON NA LUTA PELO PETRÓLEO DA VENEZUELA)

Tradução Anna Malm

Publicado por MarcFlav

um esquizoide da raça dos indignados, denunciando obscenidades na web.

%d blogueiros gostam disto: